LISBOA (CENTRO)

  • LISBOA (Centro)
    (20620)
    Localização
    Localização Portugal
    Lisboa
    Região de Lisboa
    Sub-região de Grande Lisboa
    Distrito de Lisboa

    Latitude: 38.724881; Longitude: -9.150807
    Altitude: 55 metros.

    Área 100,05 Km2
    Habitantes 547 733
    Clima Mediterrânico particularmente ameno.
    Estradas A1–IP1-E80, A12-IP1, A2-IP7, A5, A8, IC19, IC22, N8, IC17, N6
    Habitação
    Alto Custo

    Four Seasons Hotel Ritz
    Rua Rodrigo da Fonsêca, 88
    1099-039 Lisboa
    Telef: (351) 213 811 400

    Pestana Palace Hotel
    Rua Jau, 54
    1300-314 Lisboa
    Telef: (351) 213 615 600

    Tiara Park Atlantic Lisboa
    Rua Castilho, 149
    1099-034 Lisboa
    Telef: (351) 213 818 700

    Médio Custo

    Hotel AS, Lisboa
    Avenida Almirante Reis, 188
    1000-055 Lisboa
    Telef: (351) 218 429 360

    Baixo Custo

    Albergaria Residencial Insulana
    Rua da Assunção, 52
    1100-044 Lisboa
    Telef: (351) 213 427 625

    Pensão O Ninho das Águias
    Costs do Castelo, 74
    1100-169 Lisboa
    Telef: (351) 218 854 070

    Onde Comer

    Restaurante A Laurentina, O Rei do Bacalhau
    Avenida Conde de Valbom, 71-A,
    1050-067 Lisboa
    Telef: (351) 217 960 260
    (couvada de bacalhau)

    Restaurante Bonjardino
    Travessa de Santo Antão, 11
    1150-312 Lisboa
    Telef: (351) 213 427 424
    (frango assado com arroz de miúdos)

    Restaurante Gambrinus
    Rua das Portas de Santo Antão, 23
    1150-264 Lisboa
    Telef: (351) 213 421 466
    (bifana no prato à portuguesa e outros)

    Restaurante Marítima de Xabregas
    Rua da Manutenção, 40
    1900-320 Lisboa
    Telef: (351) 218 682 235
    (bacalhau assado à Engenheiro Félix Lopes)

    Restaurante o Rei da Pescada
    Avenida Duque Ávila, 17
    1000 Lisboa
    Telef: (351) 213 546 733
    (pescada cozida)

    Restaurante Pastelaria A Mexicana
    Avenida Guerra Junqueiro, 30C,
    1000-167 Lisboa
    Telef: (351) 218 486 117
    (iscas à portuguesa)

    Restaurante Pastelaria Zurique
    Avenida João XXI, 7 E
    1000-297 Lisboa
    Telef: (351) 218 480 288
    (cozido à portuguesa)

    Especialidades Gastronómicas
    Atendendo à qualidade da flora marítima da plataforma continental portuguesa todas as qualidades de peixe assado ou cozido são particularmente saborosas destacando-se nelas o paladar excelente da sardinha assada portuguesa. O mesmo acontece no que respeita a mariscos, ameijoas, ostras e outros bivalves, destacando-se na forma de serem cozinhados a Lagosta Suada (cozinhada com tomate) e as Ameijoas à Bolhão Pato (Cozinhadas com azeite, alho, coentros e vinho ou cerveja)
    Lisboa (Centro), Lisboa (Ribeirinha) oferece todos os tipos de Cozinha Internacional assim como Especialidades Nacionais confecionados à base de Bacalhau (Restaurante Marítima de Xabregas (Bacalhau assado à Engenheiro Félix Lopes) e Restaurante A Laurentina, (Couvada).
    Restaurante Zurique (Cozido à Portuguesa); Restaurante A Mexicana (Iscas à Portuguesa); Restaurante Bonjardim (Frango assado com Arroz de Miúdos); Restaurante O Rei da Pescada (Pescada cozida).
    Leitão, Arroz de Pato, Feijoada à Transmontana, Leite-Creme, Arroz Doce, Pastéis de Belém são também iguarias aconselháveis.
    Detalhes
    Lisboa, Capital de Portugal, é uma das capitais mais antigas do Mundo.
    A sua zona tem vestígios do período neolítico e seguintes, como é provado pela existência de muitos dolmens e menires nos seus arredores.
    Foi invadida pelos celtas no Primeiro Milénio a. C. e, Olisipo, o primeiro nome de Lisboa, resultou da fixação de populações celtas misturadas com populações indígenas no século VIII-VII a. C num morro situado na margem direita do rio Tejo junto à sua foz.
    O porto de Olisipo, muito bom, foi utilizado pelos Fenícios como local de reabastecimento e reparações para a sua frota nas rotas de comércio com os portos da Europa situados mais a norte.
    Na sequência dos Fenícios, os navios Gregos também deverão ter tido em Olisipo uma base de comércio, que atendendo ao domínio de Cartago do Mediterrânio, pouco tempo teria durado.
    Em 139-138 a. C. as Legiões Romanas comandadas por Decimus Junius Brutus conquistaram Olisipo que, mais tarde, obteve o raro privilégio de lhe ser atribuída Cidadania Romana.
    Durante a ocupação romana Olisipo teve a designação de Felicitas Julia e fez parte da Província da Lusitânia, cuja capital era Emeritas Augusta, a atual Mérida.
    Olisipos, Lisboa, acolheu muito cedo o Cristianismo e o seu primeiro Bispo foi São Gens.
    Após ser ocupada por diversos povos bárbaros foi conquistada pelos Visigodos de Toledo, que lhe deram o nome de Ulishbona.
    Com a invasão árabe da Península Ibérica no século VIII, Ulishbona foi conquistada por Abdselaziz ibn Musa em 714 e tomou o nome de al-Lixbunã ou Cudia, integrando-se na Taifa de Badajoz em 1013.
    Com a Reconquista cristã da Península Ibérica, o Rei D. Afonso Henrique, primeiro rei do recém-criado Reino de Portugal, fundado em Guimarães em 1140 – mas cuja força económica se centralizava na Cidade do Porto – iniciou a sua marcha para o Sul e, em 1147, recorrendo ao auxílio de Cruzados que passavam junto a Portugal na sua rota para a Terra Santa, conquistou Lisboa aos mouros.
    Na conquista de Lisboa ficou célebre o episódio em que o guerreiro português Martim Moniz se deixou entalar voluntariamente numa das portas do castelo para que os sitiados mouros não pudessem fechá-la.
    Em 1179 D. Afonso Henriques concedeu a Lisboa um Foral e, em 1255, D. Afonso III transferiu a Capital de Portugal de Coimbra para Lisboa.
    Em 1290 D. Dinis fundou em Lisboa a primeira Universidade portuguesa que, após ter sido destruída por um incêndio, foi transferida para Coimbra.
    Mais tarde, D. Fernando I (1367-1383 mandou construir a Muralha Fernandina para defesa da cidade.
    Em 1383-1385 a população de Lisboa revoltou-se contra a eventualidade da soberania de Castela sobre o Reino de Portugal, tomando o partido de D. João, Mestre de Avis, filho natural legitimado do Rei D. Pedro I que, após ter conseguido romper o cerco a Lisboa movido pelo Exército de Castela, o derrotou nas Batalhas dos Atoleiros e de Aljubarrota, sobressaindo na primeira a formação em quadrado adotada pelos portugueses e, na segunda, que ocorreu no final da tarde 14 de agosto de 1385.´os feitos da Ala dos Namorados.
    Castela desistiu das suas pretensões sobre o trono de Portugal após o Mestre de Avis ter sido aclamado como D. João I, Rei de Portugal nas Cortes de Coimbra, em 6 de abril de 1385.
    Nestas lutas de defesa da soberania Portuguesa tiveram particular relevo os feitos do Condestável D. Nuno Álvares Pereira que, mais tarde, devido à sua piedade, acabou por ser santificado por Roma.
    Foi em Lisboa que no século XV se iniciou a Era dos Descobrimentos sob o impulso do Infante D. Henrique, filho de D. João I, figura histórica conhecida a nível internacional por Henry, the Navigator. 
    Foi de Lisboa que partiram as caravelas para a descobertas do Caminho Marítimo para a India, Brasil, Costas de África e outros destinos longínquas.
    Entre 1580 e 1640, com o desaparecimento do Rei D. Sebastião na Batalha de Alcácer Quibir, em Marrocos, e com o falecimento do seu sucessor sem filhos, Cardeal D. Henrique, Lisboa ficou sob o domínio da Dinastia dos Felipes, de Espanha.
    Portugal declarou-se independente desta tutela em 1 de dezembro de 1640 numa Proclamação proferida a partir do atual Palácio da Independência, junto à Praça do Rossio, pelo, ao tempo, Duque de Bragança, que passou a reinar com o nome de D. João IV.
    Espanha só reconheceu a legitimidade desta Proclamação de Independência depois de travar durante 28 anos diversas batalhas com Portugal e fê-lo no Tratado de Lisboa de 1668.
    A decisão do Duque de Bragança e dos restantes Conjurados que levou à Proclamação da Independência foi incentivada por sua mulher, D. Luísa de Gusmão, que lhe teria dito que antes queria ser Rainha por um dia, do que Duquesa toda a vida.
    No dia 1 de novembro de 1755, Dia de Todos-os-Santos, às 09,30 da manhã, Lisboa foi abalada por um Grande Terramoto que destrui muitos dos seus edifícios.
    Importantíssimo para a reconstrução de Lisboa foi o Marquês de Pombal, Sebastião José de Carvalho e Melo, Ministro da Guerra e dos Negócios Estrangeiros do rei D. José I, homem avançado no tempo, ao qual se deve o presente desenho da parte baixa da cidade de Lisboa, hoje designada por Baixa Pombalina. Escolheu para seus arquitetos, primeiro, Manuel da Maia, Engenheiro Mor do Reino, que favoreceu o Plano do seu colaborador Eugénio dos Santos, tendo sido este a dirigir os trabalhos de reconstrução até 1760, ano em que faleceu e foi substituído por Carlos Mardel, arquiteto húngaro emigrado em Portugal.
    Destes acontecimentos ficou célebre a frase do Marquês de Pombal que, ao perguntarem-lhe logo após o Terramoto o que deveria ser feito para fazer frente à magnitude da catástrofe, respondeu somente: tratar dos vivos e enterrar os mortos.
    No século XIX Lisboa sentiu os efeitos nocivos das invasões das tropas napoleónicas que acabaram por ser rechaçadas por forças conjuntas anglo-portuguesas. Mais tarde, no final do mesmo século sofreu também com as lutas dos Liberais de D. Pedro contra os Absolutistas de D. Miguel.
    Após um atentado em 1908 em que foram mortos o Rei D. Carlos I e o Príncipe D. Luís Filipe, e já no tempo do reinado de D. Manuel II que sucedeu a D. Carlos I, forças antimonárquicas recorrendo a greves e barricadas, tiveram ganho de causa e proclamaram a Primeira República Portuguesa no Salão Nobre do Município de Lisboa às onze horas da manhã de 5 de outubro de 1910.
    A Primeira República terminou em 28 de maio de 1926 com a Marcha do Marechal Gomes da Costa sob Lisboa, passando o País a ser governado a partir dela durante 48 anos por António de Oliveira Salazar e, após a sua morte, pelo seu sucessor Marcelo Caetano.
    Nas décadas de 60 e 70 do século XX, Lisboa assistiu aos embarques quase permanente de tropas e material de guerra nos Cais de Alcántara e da Rocha de Conde d´Óbidos, destinados às Guerras Coloniais ou do Ultramar.
    A Revolução de 25 de abril de 1974 terminou este período de governação, destacando-se na ação a figura do Capitão Salgueiro Maia.
    A Revolução conduziu ao processo de independência das antigas Colónias, ao tempo, Províncias Ultramarinas portuguesas e fê-lo percorrer um caminho, por vezes acidentado, que levou ao atual sistema democrático parlamentarista partidário que atenua as responsabilidades individuais dos parlamentaristas para com os seus eleitores.
    De assinalar é, também, o incendio que em 1968 destruiu o Chiado, uma das zonas mais nobres de Lisboa, hoje já recuperada.
    Lisboa é uma cidade edificada sobre sete colinas, com muitas áreas verdes, apetrechada com todos os requisitos da modernidade do século XXI e que, simultaneamente, conserva as suas caraterísticas antigas, tradições e folclores dos seus Bairros mais típicos, nomeadamente, Alfama, Mouraria, Madragoa e Bairro Alto.
    Também é de realçar a sua zona Oriental a cidade nova, recentemente edificada aproveitando as infraestruturas da Feira Mundial de Lisboa, Expo-98.
    Lisboa destaca-se pelo seu microclima ameno, obtido através da conjugação da influência da Corrente do Golfo e da proximidade à Serra de Sintra que lhe afasta as humidades excessivas.
    Junto a Lisboa, num raio de cerca de 40 quilómetros encontram-se praias magníficas marítimas e fluviais.
    São de destacar a proximidade de Lisboa à Península de Setúbal, ao Rio Sado e paisagens e praias do seu estuário, à Serra de Sintra, às Lezírias do Ribatejo com os seus touros e campinos e á Ruralidade ainda típica, que a rodeia.
    Junto a Lisboa, mas não perturbando a sua beleza e tranquilidade existe um vasto parque industrial que cobre muitas das necessidades específicas de Lisboa e do país.
    Lisboa é, indubitavelmente, um dos melhores e mais convenientes destinos turísticos mundiais.
    Locais a Visitar
    Mosteiro dos Jerónimos, Palácio das Necessidades, Sé Patriarcal, Museu das Janelas Verdes, Museu Gulbekian, Rossio, Restauradores, Terreiro do Paço, Castelo de São Jorge, Bairros de Alfama, Mouraria, Madragoa, Bairro Alto, Miradouros, Praça de Touros do Campo Pequeno, Avenida da Liberdade, Praça do Marquês de Pombal, Oceanário, Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, Baixa Pombalina, Elevador de Santa Justa, Centro Cultural de Belém, Centro Champalimaud, Basílica da Estrela, Assembleia Nacional, Igreja de Santa Engrácia, Casinos de Lisboa e do Estoril, Praia do Guincho, Farol do Cabo da Roca, Palácios dos Seteais e de Sintra, Castelo dos Mouros, Convento de Mafra, Pavilhão Carlos Lopes, Parque Eduardo VII, Estufa-Fria, Jardim Zoológico, Cidade Universitária, Campo Grande, Fonte Luminosa, Aqueduto das Águas Livres,

    (Clicar para Lisboa Ribeirinha)

    (Consultar: Departamento de Turismo da Câmara Municipal de Lisboa
    .Praça dos Restauradores
    Palácio Foz
    1250-187 Lisboa
    Telef: (351) 213 463 314; (351) 210 312 700
    turismo@mail.cm-lisboa.pt

    Especialidades Notaveis
    O Fado, canção nacional portuguesa.
    Festas
    Maio Procissão de Nossa Senhora da Saúde
    Junho Festa em honra de Santo António com desfile de Marchas Populares
    Fotos


    ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

    (Bus: 727, 773; Electricos: 25 E, 28 E)

    (20581)

     


    AEROPORTO DE LISBOA

    (Metro: Linha Vermelha, Estação Aeroporto)

    (Bus 705, 722, 744, 783)

    (30014)

     

    (30017)

     

    (30020)

     

    (30028)

     

    (20925)

     

    (20933)

     

    (20932)

     


    PANTEÃO NACIONAL, IGREJA DE SANTA ENGRÁCIA

    (Bus: 712, 734; Elétrico: 28 E)

    (20604)

     

    (92507)

     

    (92492)

     


    IGREJA DE SÃO VICENTE DE FORA

    (Bus: 734; Elétrico: 28 E)

    (20601)

     

    (20602)

     


    CASTELO DE SÃO JORGE

    (Bus: 737; Elétrico: 12 E, 28 E)

    (20432)

     

    (91246)

     

    (20644)

     

    (20726)

     


    PENSÃO O NINHO DAS ÁGUIAS

    (Elétrico: 12 E)

    (20814)

     


    SÉ PATRIARCAL DE LISBOA

    (Metro: Linha Azul, Estação Terreiro do Paço)

    (Bus: 737; Elétrico: 28 E)

    (20599)

     


    IGREJA DE SANTO ANTÓNIO DE LISBOA

    (Metro: Linha Azul, Estação Terreiro do Paço)

    (Bus 737; Elétrico 28 E)

    (20596)

     


    PRAÇA DA FIGUEIRA

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 714, 736, 737, 760; Elétrico: 12 E, 15 E)

    (92424)

     

    (20519)

     

    (20590)

     

    (20517)

     


    PRAÇA DO MARTIM MONIZ

    (Metro: Linha Verde, Estação Martim Moniz)

    (Bus: 708; Elétricos: 12 E, 28 E)

    (20720)

     

    (91242)

     


    HOSPITAL DE SÃO JOSÉ

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores, Linha Verde, Estação Martim Moniz)

    (Bus: 737, 767, 790; Elétricos: 15 E, 28 E)

    (20722)

     


    ALBERGARIA SENHORA DO MONTE

    (Elétrico 12 E)

    (20824)

     


    CAMPO DOS MÁRTIRES DA PÁTRIA

    (Bus: 30, 723, 767; Elétrico: 28 E)

    (20764)

     

    (20760)

     

    (20763)

     

    (20759)

     


    PRAÇA DO CHILE

    (Metro: Linha Verde, Estação Arroios)

    (Bus: 717, 728)

    (20756)

     

    (20754)

     


    ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES

    (Metro: Linhas Verde e Vermelha, Estação Alameda)

    (Bus: 713, 716, 718)

    (20787)

     

    (20747)

     


    FONTE LUMINOSA

    (Metro: Linhas Verde e Vermelha, Estação Alameda)

    (Bus: 713, 716, 718)

    (20990)

     

    (20752)

     


    HOTEL AS

    (Metro: Linhas Verde e Vermelha, Estação Alameda)

    (Bus: 713, 716, 718)

    (20654)

     


    PRAÇA FRANCISCO SÁ CARNEIRO, PRAÇA DO AREEIRO

    (Metro: Linha Verde, Estação Areeiro)

    (Bus: 705, 727, 793)

    (20848)

     


    AVENIDA GAGO COUTINHO

    (Bus: 705, 708, 722)

    (20784)

     


    ROTUNDA DO RELÓGIO

    (Bus: 705, 708, 722)

    (20785)

     

    (20786)

     


    INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO

    (Metro: Linha Vermelha, Estação Saldanha)

    (Bus: 713, 716, 720, 736, 742, 767)

    (20789)

     

    (20792)

     


    INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA

    (Metro: Linha Vermelha, Estação Saldanha)

    (Bus: 713, 716, 720, 742, 767)

    (20768)

     


    ESTÁTUA DE ANTÓNIO JOSÉ DE ALMEIDA

    (Metro: Linha Vermelha, Estação Saldanha)

    (Bus: 713, 716, 720, 742, 767)

    (20771)

     


    CASA DA MOEDA

    (Bus: 713, 716, 720, 742)

    (20900)

     

    (20899)

     


    AVENIDA GUERRA JUNQUEIRO

    (Metro: Linhas Verde e Vermelha, Estação Alameda; Bus: 767, 722)

    (20665)

     


    PRAÇA DE LONDRES

    (Bus: 767, 722)

    (20743)

     


    PASTELARIA MEXICANA

    (Bus: 767, 722)

    (20667)

     

    (91161)

     


    IGREJA DE SÃO JOÃO DE DEUS, PRAÇA DE LONDRES

    (Bus: 767, 722)

    (20742)

     


    CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, SEDE

    (Bus: 767, 722)

    (20766)

     


    MINISTÉRIO DO EMPREGO

    (Bus: 767, 722)

    (20767)

     


    RESTAURANTE O REI DA PESCADA

    (Bus: 767)

    (20901)

     

    (91174)

     


    AVENIDA DE ROMA

    (Metro: Linha Verde, Estação Roma)

    (Bus: 705, 727, 793)

    (20772)

     


    RESTAURANTE ZURIQUE

    (Bus: 722, 735, 756)

    (20669)

     

    (92569)

     


    ESTÁTUA DE SANTO ANTÓNIO, ALVALADE

    (Metro: Linha Verde, Estação Alvalade; Bus: 755)

    (20774)

     


    AVENIDA DA IGREJA

    (Metro: Linha Verde, Estação Alvalade; Bus: 755)

    (20781)

     


    HOSPITAL JÚLIO DE MATOS

    (Bus: 717, 731, 750, 783)

    (20777)

     


    CHURRASQUEIRA RIO DE MEL

    (Metro: Linha Verde, Estação Alvalade: Bus: 755)

    (20463)

     

    (91212)

     

    (91211)

     

    (20911)

     


    FRUTARIA DO BAIRRO (ALVALADE)

    (Bus: 755)

    (20941)

     

    (20945)

     

    (20944)

     

    (20943)

     


    IGREJA DE SÃO JOÃO DE BRITO

    (Bus: 755)

    (20779)

     

    (20610)

     


    LABORATÓRIO NACIONAL DE ENGENHARIA CIVIL

    (Bus: 717, 731, 750, 783)

    (20609)

     


    RUA AUGUSTA

    (Metro: Linhas Verde e Azul, Estação Baixa-Chiado)

    (Elétricos: 12 E, 15 E, 28 E)

    (92327)

     

    (92328)

     

    (92324)

     


    ALBERGARIA RESIDENCIAL INSULANA

    (Metro: Linhas Verde e Azul, Estação Baixa-Chiado)

    (Elétricos: 12 E, 15 E, 28 E)

    (20828)

     

    (20832)

     


    ROSSIO

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20477)

     

    (20457)

     

    (20439)

     

    (20447)

     

    (20450)

     

    (20437)

     

    (20448)

     

    (20452)

     

    (20442)

     

    (20443)

     

    (20833)

     


    CONVENTO DO CARMO

    (Metro: Linha Azul, Estação Baixa-Chiado)

    (Elétrico: 28 E)

    (20469)

     


    QUARTEL DA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA DO CARMO,


    LARGO DO CARMO

    (Metro: Linha Azul, Estação Baixa-Chiado)

    (Elétrico: 28 E)

    (20456)

     

    (20468)

     

    (20485)

     

    (20487)

     

    (20483)

     


    TEATRO NACIONAL D. MARIA II

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20433)

     


    ESTAÇÃO DO ROSSIO

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20529)

     


    PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400. 732, 736)

    (20524)

     

    (20440)

     

    (20531)

     


    MONUMENTO AOS JUDEUS

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20523)

     


    IGREJA DE SÃO DOMINGOS

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20532)

     

    (20522)

     


    RESTAURANTE GAMBRINUS

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20836)

     

    (20838)

     

    (20843)

     


    RESTAURANTE BONJARDIM

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 709, 732, 736)

    (20537)

     

    (20983)

     

    (20982)

     


    COLISEU DOS RECREIOS

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 709, 732, 736)

    (20538)

     


    SOCIEDADE DE GEOGRAFIA

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 709, 732, 736)

    (20540)

     

    (20543)

     


    PRAÇA DOS RESTAURADORES

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 709, 732, 736)

    (20423)

     

    (20422)

     


    AVENIDA DA LIBERDADE

    (Metro: Linha Azul, Estações Restauradores, Avenida e Marquês de Pombal)

    (Bus: 709, 727, 728)

    (20425)

     

    (20427)

     

    (20399)

     

    (20405)

     

    (20409)

     


    MONUMENTO AOS MORTOS DA GRANDE GUERRA

    (Metro: Linha Azul, Estação Avenida)

    (Bus: 709)

    (20697)

     


    PRAÇA DO MARQUÊS DE POMBAL

    (Metro: Linhas Azul e Amarela, Estação Marquês de Pombal)

    (Bus: 702, 709, 711, 723, 732, 744, 746)

    (20397)

     

    (20388)

     

    (20404)

     


    AVENIDA DUQUE DE LOULÉ

    (Metro: Linhas Azul e Amarela, Estação Marquês de Pombal)

    (Bus 720, 732)

    (20417)

     

    (20418)

     

    (20700)

     


    BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS LISBONENSES

    (Metro: Linha Azul e Amarela, Estação Marquês de Pombal)

    (Bus: 702, 709, 711, 723, 732, 744, 746)

    (20704)

     


    CLINICA DE TODOS OS SANTOS

    (Metro: Linha Amarela, Estação Picoas)

    (Bus: 12, 22, 74, 706, 720, 732, 790)

    (20705)

     

    (20706)

     


    LICEU CAMÕES

    (Metro: Linha Amarela, Estação Picoas)

    (Bus: 12,22,74,706, 720, 732, 790)

    (20708)

     


    PARQUE EDUARDO VII

    (Metros, Linha Azul e Amarela, Estação Marquês de Pombal; Linha Azul, Estação Parque; Linha Azul e Vermelha, Estação São Sebastião)

    (Bus: 713, 726, 742, 746)

    (20401)

     

    (20402)

     

    (20619)

     

    (20620)

     

    (20621)

     


    ESTUFA-FRIA

    (Metro: Linha Azul, Estação Parque)

    (Bus: 713, 726, 742, 746)

    (20626)

     

    (20627)

     

    (20629)

     


    PAVILHÃO CARLOS LOPES

    (Metro: Linha Azul, Estação Parque)

    (Bus: 713, 726, 742, 746)

    (20632)

     

    (20633)

     


    FOUR SEASONS HOTEL RITZ

    (Bus: 711, 723, 748, 753, 783))

    (20799)

     

    (20851)

     


    TIARA PARK ATLANTIC LISBOA

    (Bus: 711,723, 748, 753, 783)

    (20800)

     

    (20853)

     


    PENITENCIÁRIA DE LISBOA

    (Bus: 713, 742)

    (20622)

     


    PALÁCIO DA JUSTIÇA

    (Bus: 713, 742)

    (20625)

     

    (20623)

     


    EL CORTE INGLÉS

    (Metro: Linhas Azul e Vermelha, Estação São Sebastião)

    (Bus: 718, 742)

    (20635)

     


    MESQUITA CENTRAL DE LISBOA

    (Metro: Linhas Azul e Vermelha, Estação São Sebastião)

    (Bus: 718, 742)

    (20968)

     

    (20972)

     

    (20970)

     


    RESTAURANTE A LAURENTINA

    (Bus: 713, 742)

    (20710)

     

    (20730)

     

    (20735)

     

    (20736)

     


    MUSEU CALOUSTE GULBEKIAN

    (Bus: 716, 718, 726, 742, 746, 756)

    (20572)

     

    (20573)

     


    JARDIM ZOOLÓGICO

    (Metro: Linha Azul, Estação Jardim Zoológico)

    (Bus: 16, 31, 54, 70, 96, 701, 726, 746, 755, 758)

    (20675)

     

    (92558)

     

    (92636)

     

    (92633)

     

    (92549)

     

    (92563)

     


    HOSPITAL DE SANTA MARIA

    (Bus: 31, 31A, 32, 35, 701, 735)

    (20614)

     

    (20615)

     


    TEMPLO ISMAELITA DE LISBOA

    (Bus: 701, 726, 764)

    (20959)

     

    (20964)

     

    (20965)

     


    PRAÇA DO SALDANHA

    (Metro: Linhas Amarela e Vermelha, Estação Saldanha)

    (Bus: 202, 727)

    (20548)

     


    PRAÇA DE TOUROS DO CAMPO PEQUENO

    (Metro: Linha Amarela, Estação Campo Pequeno)

    (Bus: 22, 45)

    (20549)

     


    CAMPO GRANDE

    (Metro: Linha Amarela, Estações Entre Campos, Cidade Universitária, Campo Grande; Linha Verde, Estação Campo Grande)

    (Bus, 731, 735, 738, 750, 755, 767)

    (20552)

     

    (20557)

     


    CIDADE UNIVERSITÁRIA

    (Metro: Linha Amarela, Estação Cidade Universitária)

    (Bus: 731, 735, 738, 755)

    (20555)

     

    (20558)

     

    (20562)

     

    (20566)

     

    (20563)

     


    TORRE DO TOMBO

    (Metro: Linha Amarela, Estação Cidade Universitária)

    (Bus: 731, 735, 738, 755)

    (20953)

     


    HORTO DO CAMPO GRANDE

    (Metro: Linha Amarela, Estação Cidade Universitária)

    (Bus: 731, 735, 738, 755)

    (20559)

     

    (20946)

     

    (20947)

     

    (20948)

     


    CHIADO

    (Metro: Linha Azul, Estação Baixa-Chiado

    (Elétrico: 28 E)

    (20490)

     

    (20491)

     

    (20496)

     

    (20498)

     

    (20499)

     

    (20500)

     

    (20503)

     

    (20504)

     

    (20488)

     

    (20512)

     


    PRAÇA LUÍS DE CAMÕES

    (Metro: Linha Azul, Estação Baixa-Chiado

    (Elétrico: 28 E)

    (20505)

     

    (20507)

     


    SINAGOGA DE LISBOA

    (Metro: Linha Amarela, Estação Rato)

    (Bus: 738, 758)

    (20856)

     


    AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES

    (Metro: Linha Amarela, Estação Rato)

    (Bus: 738, 758)

    (20583)

     

    (20586)

     


    BASÍLICA DA ESTRELA

    (Elétricos: 25 E, 28 E; Bus:709, 713)

    (20576)

     

    (20578)

     


    JARDIM DA ESTRELA

    (Elétricos: 25 E, 28 E; Bus: 909, 713)

    (30007)

     

    (30010)

     


    ESTÁTUA DE PEDRO ÁLVARES CABRAL

    (Bus: 709. 713, 720, 738)

    (30001)

     

    (30006)

     


    MUSEU AMÁLIA RODRIGUES

    (Metro: Linha Amarela, Estação Rato)

    (Bus:13, 49, 58, 100, 202)

    (20579)

     


    BOTICA DO CAFÉ, CAMPO DE OURIQUE

    (pastéis de massa tenra)

    (Bus: 701)

    (20975)

     

    (20979)

     

    (20976)

     

    (20978)

     


    PALÁCIO DAS NECESSIDADES

    (Bus: 720, 738)

    (20863)

     

    (20864)

     


    PESTANA PALACE HOTEL

    (Bus: 738, 742)

    (20857)

     

    (20858)

     


    PALÁCIO NACIONAL DA AJUDA

    (Elétrico: 18 E; Bus: 742, 760)

    (90641)

     


    MIRADOURO DA SENHORA DO MONTE

    (Bus: 734; Elétrico: 28 E)

    (20686)

     

    (20648)

     

    (20649)

     

    (20994)

     

    (20995)

     


    MIRADOURO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

    (Bus: 722, 745, 759, 783: Elétrico 28 E)

    (20725)

     


    ELEVADOR DA BICA

    (Metro: Linha Azul, Estação Baixa-Chiado

    (Elétrico: 28 E)

    (70241)

     

    (70261)

     


    ELEVADOR DE SANTA JUSTA

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Elétrico: 28 E)

    (20827)

     

    (20441)

     


    ELEVADOR DO LAVRA

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 709, 732, 736)

    (20429)

     


    TENDINHA BAR PIRATA (piratas, pernas de pau)

    (Metro: Linha Azul, Estação Restauradores)

    (Bus: 707, 732, 736)

    (20430)

     


    TENDINHA EDUARDINO (eduardino)

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (20535)

     


    TENDINHA A GINJINHA

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (Bus: 400, 732, 736)

    (92356)

     

    (92359)

     

    (92358)

     


    TENDINHA DO ROSSIO

    (Metro: Linha Verde, Estação Rossio)

    (bus: 400, 732, 736)

    (20845)

     


    ESTÁDIO DA LUZ (BENFICA)

    (Metro: Linha Azul, Estação Colégio Militar/Luz)

    (Bus: 750)

    (20638)

     


    ESTÁDIO JOSÉ ALVALADE

    (Metro: Linhas Verde e Amarela, Estação Campo Grande)

    (20636)

     


    CARRO ELÉTRICO

    (20688)

     


    SARDINHAS

    (70257)

     


    CASA ONDE NASCEU O AUTOR, AVENIDA DA LIBERDADE, 262

    (20409)

     

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.