RIO TAMEGA

  • RIO TÁMEGA OU TÂMEGA


    O rio Támega ou Tâmega nasce na Sierra de San Mamed, a 960 metros de altitude, na Fonte do Támega, Alto de Albergueria, Laza, Provincia de Ourense, Galicia, España.

    A sua Nascente encontra-se perto da Nascente do Rio Límia ou Lima na estrada que liga Vilar de Barrio a Laza, OU-113, KM 31,5.

    O Rio Támega ou Tâmega desagua no Rio Douro entre Torrão (Marco de Canavezes) e Entre-os-Rios, Freguesia de Eja, em Portugal, percorrendo desde a Nascente à Foz 145 quilómetros, dos quais 51,91 em Espanha.

    O seu maior afluente em Espanha é o Rio Bubal.

    O nome Támega ou Tâmega provem da designação de um povo anterior à presença romana, os Tamaganos.

    Em Espanha passa pelos Municípios de Laza, Verín, Castrelo do Val e Oimbra e, em Portugal, atravessa Chaves, as Terras de Ribeira de Pena e Amarante, fazendo fronteira entre Trás-os-Montes e Minho, acontecendo o mesmo com o Distrito de Vila Real e Braga e com os Municípios de Mondim de Basto e Celorico de Basto.

    O aproveitamento hidroelétrico do Rio Támega ou Tâmega é feito pela Barragem do Torrão, no Concelho de Marco de Canavezes, estando previstas novas barragens em Vidago e Codeçoso.

    A zona do Rio Támega ou Tâmega é considerada Lugar de Importância Comunitária.




    Até hoje, primeira vez em que te vi, não tinha percebido
    que me farias falta, mesmo se não te tivesse conhecido!

    Martin Guia


    NASCENTE DO RIO TÁMEGA OU TÂMEGA NA SIERRA DE SAN MAMED – EM ALBERGUERIA, LAZA, OU-113, KM 31,5


    O Rio Támega ou Tâmega nasce em Espanha na Sierra de San Mamed, Albergueria, perto da Estrada OU-113, KM 31,5.

    O caminho, melhor dizer, a vereda que leva à zona da Nascente, que se encontra a uns quatrocentos ou quinhentos metros da estrada, encontra-se sinalizado por duas Tabuletas.

    (30605) Sinalização do caminho para a Nascente

    O caminho é praticamente intransitável e o local onde o Rio Támega ou Tâmaga nasce está coberto por vegetação alta, densa, e impenetrável sem machete, embora a sua água seja visível quase ao lado.

    (30554) Aproximação à Nascente

    (30555) Localização da Nascente (à direita, coberta por vegetação)

    (30557) Água junto à Nascente

    (30565) O autor sobre a água junto à Nascente

    (30567) O guia amador D. Castor Castro sobre a água junto à Nascente


    Antigamente a água era captada na Nascente para ser canalizada subterraneamente até um Tanque de Recolha e Distribuição, donde uma parte seguia para abastecimento local e, a outra, deslizava naturalmente pela serra abaixo formando o Rio Támega ou Tâmega.

    É confrangedor, num mundo que diz preocupar-se com a importância da água, o estado de abandono em que se encontra a zona da Nascente do Rio Támega ou Tâmega, assim como a do seu colega Rio Limia ou Lima, o último sem ter sequer uma Tabuleta a indicar o local em que se situa.

    As Nascentes destes dois rios estão separadas por muito poucos quilómetros, encaminhando-se o primeiro para Verín e o segundo para Xinzo de Limia.

    Valeu ao autor, na descoberta da origem do Rio Támega ou Tâmega, D. Castor Castro, nascido em Albergueria e a viver atualmente em Gijón, que passou em Albergueria os seus primeiros anos de vida.

    Foi ele que o conduziu o autor, pelo meio do mato e das silvas, à Nascente e ao Depósito de Recolha e Distribuição de água, locais só encontrados após muitas voltas e reviravoltas no meio da vegetação luxuriante, forma simpática de classificar o estado de abandono a que a zona foi votada.

    (30574) À procura do Tanque de Recolha e Distribuição

    (30576) À procura do Tanque de Recolha e Distribuição

    (30578) Tanque de Recolha e Distribuição

    (30577) Tanque de Recolha e Distribuição e D. Castor Castro

    (30583) O autor sobre o Tanque de Recolha e Distribuição

    (30588) O guia amador D. Castro Castro sobre o Tanque de Recolha e Distribuição

    (30592) Tubo muito largo de descarga da água não aproveitada

    (30591) Tubo muito largo de descarga da água não aproveitada

    (30593) O início do caudal do Rio Támega ou Tâmega a seguir ao Tanque

    (30594) O início do caudal do Rio Támega ou Tâmega a seguir ao Tanque

    (30595) O autor sobre o Rio Támega ou Tâmega

    (30598) Continuação do percurso do Rio Támega ou Tâmega

    (30599) Imagem da densidade e altura da vegetação

    Como já vai sendo costume com os outros rios pesquizados pelo autor, o seu carro, o terceiro numa sequência de Mitsubishis que saem da fábrica com a classe Colt ou Space Star e que passam imediatamente, nas mãos do autor, a Viaturas de Todo o Terreno, ficou atascado no simulacro de caminho para a Nascente, e nem para a frente nem para trás.

    Valeu na situação D. Castor Castro que foi a pé até Albergueria e trouxe de volta três cidadãos bem constituídos que salvaram o Mitsubishi e o autor do aperto.

    (30607) Guarda Celestial e Anjos da Guarda

    (30609) Guarda Celestial e Anjos da Guarda


    Curiosamente a zona do Rio Támega ou Tâmega é considerada oficialmente em Espanha Local de Importância Comunitária.

    Se o autor quisesse ser mordaz diria que a Nascente do Rio Támega ou Tâmega é o espelho da Comunidade Europeia para os seus Países Mais Pobres, países que foram estimulados e ajudados a endividarem-se para ficarem nas mãos das forças misteriosas que controlam as dívidas europeias e mundiais.

    O Poder Real não está nas posições credoras ou devedoras da Nações, está em quem exerce o Controlo dos Níveis de Endividamento dos Países, poder discreto que só aflora aquilo que se designa por Mercado através das Agências de Rating.

    Resumindo: É no Controlo das Dividas das Nações onde se encontra o verdadeiro Poder Real.




    Se ainda não entendeste que moras no meu coração desde o dia em que te vi,
    triste sina a minha então, não moro dentro de ti!

    Martin Guia


    1ª PONTE – ENTRE SOUTELO VERDE E TAMICELAS, CAMINHO

    (30534) Piso

    (30535) Piso

    (30536) Montante

    (30537) Montante

    (30539) Jusante

    (30540) Jusante

    (30541) Jusante





    Sou o que se não vê, mas há, do que há mas não existe,
    a recordação eterna de ti, amor, que já Partiste!

    Martin Guia


    2ª PONTE – ENTRE ALBERGUERIA E LAZA, OU-113, KM 21

    (30524) Piso

    (30526) Piso

    (30527) Montante

    (30528) Montante

    (30530) Jusante

    (30531) Jusante





    Se a justiça está dentro de nós desde o nascer, a injustiça acompanha-nos até morrer!

    Martin Guia


    3ª PONTE – ANTIGA – ENTRE ALBERGUERIA E LAZA, OU-113, KM 19

    (30513) Piso

    (30514) Piso

    (40552) Montante

    (40553) Montante

    (30518) Jusante

    (30519) Jusante





    Só descobri que tinha mãos quando deixei de fumar!

    Martin Guia


    4ª PONTE – ENTRE ALBERGUERIA E LAZA, OU-113, KM 19

    (30504) Piso

    (30505) Piso

    (30508) Montante

    (30509) Montante

    (30511) Jusante

    (30512) Jusante





    Não há coisa mais bonita do que uma mulher bonita, ou mesmo feia!

    Martin Guia


    5ª PONTE – ENTRE LAZA E VERÍN, OU-113, KM 18

    (30487) Piso

    (30488) Piso

    (30489) Montante

    (30490) Montante

    (30492) Jusante

    (30493) Jusante





    Há quem defina consciência como sendo a perceção da existência,
    eu acrescentaria que foi a consciência que inventou a porcaria!

    Martin Guia


    6ª PONTE – ENTRE LAZA E VERÍN, OU-113, KM 16

    (30477) Piso

    (30478) Piso

    (30479) Montante

    (30481) Montante

    (30484) Jusante

    (30485) Jusante





    Dogma é um teorema que não chegou a teorema porque no caminho perdeu a razão!

    Martin Guia


    7ª PONTE – EM VERÍN – PIETONAL – MAIS A MONTANTE

    (30430) Tabuleiro

    (30431) Tabuleiro

    (30432) Piso

    (30433) Montante

    (30434) Montante

    (30436) Jusante

    (30437) Jusante





    Sou o dono de televisão e vou fazer de ti um ladrão! Desde pequenino mostro-te só as histórias em que ganha sempre o mau e em que o bom leva com um pau!

    Martin Guia


    8ª PONTE – EM VERÍN – RUA PRINCIPAL

    (30439) Tabuleiro

    (30421) Piso

    (30422) Piso

    (30423) Montante

    (30424) Montante

    (30426) Jusante

    (30427) Jusante





    Portugal e Espanha:
    o olá é de cá e o olé é de lá, o que há é de lá e o que não há é de cá!

    Martin Guia


    9ª PONTE – EM VERÍN – PIETONAL – MAIS A JUSANTE

    (30440) Tabuleiro

    (30441) Tabuleiro

    (30442) Piso

    (30443) Montante

    (30444) Montante

    (30446) Jusante

    (30447) Jusante





    Se na maldade a realidade é mais imaginativa do que a imaginação
    por que razão na bondade a imaginação é mais imaginativa do que a realidade?

    Martin Guia


    10ª PONTE – ENTRE VERÍN E CUALEDRO, A-52

    (30448) Piso

    (30449) Piso

    (30450) Montante

    (30451) Montante

    (30460) Jusante

    (30461) Jusante





    Dizem que sou imaginativo, mas em boa verdade, só descrevo a realidade!

    Martin Guia


    11ª PRESA DEL MUIÑO DE SAN PEDRO – TROÇO DO RIO ENTRE VILAZA E O ROSAL PARALELO À OU-1012

    (40699) Pedras em direção à Presa

    (40700) Presa

    (40701) Presa

    (40702) Montante

    (40703) Montante

    (40705) Jusante

    (40706) Jusante

    (40707) Montante, Presa e Jusante

    (40710) Montante, Presa e Jusante

    (40719) Muiño de San Pedro, abandonado

    (40721) Muiño de San Pedro, abandonado

    (40713) Guia amador para a Presa del Muiño de San Pedro





    Marinheiros sem marinha, vinhateiros sem vinha, agricultores sem agricultura,
    eruditos sem cultura, desgraça que se adivinha nesta Pátria que definha!

    Martin Guia


    12ª PONTE – ENTRE VERÍN E OIMBRA, OU-1011

    (30380) Piso

    (30383) Montante

    (30384) Montante

    (30386) Jusante





    Sou um humanista que só adora o divino quando o divino respeita o humanismo!

    Martin Guia


    13ª PONTE – ENTRE MOURAZOS E OIMBRA, OU-1011, KM 1

    (30374) Piso

    (30375) Montante

    (30376) Montante

    (30378) Jusante

    (30379) Jusante





    Se queres viver a Ilusão nunca tentes explicar o que não tem explicação!

    Martin Guia


    14ª PONTE – DE PODRAS – ENTRE MOURAZOS E OIMBRA, OU-1011, KM 1

    (40496) Piso

    (40497) Piso

    (40490) Montante

    (40491) Montante

    (40494) Jusante

    (40495) Jusante

    (40482) Vista de Montante para Jusante

    (40484) Vista de Montante para Jusante

    (40486) Vista de Jusante para Montante

    (40488) Vista de Jusante para Montante





    É a chuva que move a azenha e que molha a lenha que o machado corta,
    mas que importa o que digo se já não há trigo?

    Martin Guia


    15ª PONTE – ENTRE SAN CIBRAU E TAMAGUELOS, OU-1010

    (30349) Piso

    (30351) Montante

    (30352) Montante

    (30354) Jusante

    (30355) Jusante





    Segredo, segredo não tenhas medo de ser só segredo,
    quer queiras, quer não, és sempre tentação!

    Martin Guia


    16ª PONTE – ENTRE N-532 (CERCA DE MANDÍN) E SAN CIBRAU, OU-1010, KM 6

    (30340) Piso

    (30341) Montante

    (30342) Montante

    (30344) Jusante

    (30345) Jusante





    És tão mau que o teu maior castigo é teres de viver contigo!

    Martin Guia


    17ª PONTE – EM VILA VERDE DA RAIA, A-24

    (40467) Piso

    (30323) Piso

    (30326) Montante

    (30327) Montante

    (30329) Jusante

    (30330) Jusante





    Desde o dia em que te vi, mais tempo estou contigo, mais o tempo fica amigo e eu com saudades de ti!

    Martin Guia


    18ª PONTE – ENTRE VILA VERDE A RAIA E CHAVES, CM-1060, AVENIDA DO TÂMEGA

    (30301) Piso

    (30302) Piso

    (30303) Montante

    (30304) Montante

    (30306) Jusante

    (30307) Jusante





    Que tarde de amor bendita a que teve a doce dita de começar com a alvorada e acabar de madrugada!

    Martin Guia


    19ª PONTE – EM CHAVES – GALINHEIRAS, SANTA CRUZ DA TRINDADE

    (30291) Piso

    (30292) Piso

    (30293) Montante

    (30294) Montante

    (30296) Jusante

    (30297) Jusante

    (30298) Jusante

    (30299) Jusante





    Afinal já sei quem sou, de tanto me encobrir já deixara de sentir,
    tive-te e já me dou, afinal já sei quem sou!

    Martin Guia


    20ª PONTE – EM CHAVES – PONTE NOVA OU PONTE DE SÃO ROQUE

    (30281) Piso

    (30284) Piso

    (30285) Montante

    (30286) Montante

    (30288) Jusante

    (30289) Jusante





    Tudo o que Deus não quis porque o fazia infeliz deixou ficar na Terra,
    por exemplo, Adão, Eva e a Guerra!

    Martin Guia


    21ª PONTE – EM CHAVES – PONTE DE TRAJANO OU PONTE ROMANA

    (30249) Tabuleiro

    (30251) Tabuleiro

    (30260) Tabuleiro

    (30261) Tabuleiro

    (30253) Piso

    (30254) Piso

    (30255) Montante

    (30256) Montante

    (30257) Jusante

    (30258) Jusante





    Queria estar só, mas pobre de mim não consigo,
    continuo todos os dias a falar comigo!

    Martin Guia


    22ª PONTE – EM CHAVES – PIETONAL – PONTE NOVA BRANCA

    (30239) Tabuleiro

    (30242) Piso

    (30243) Montante

    (30244) Montante

    (30246) Jusante

    (30247) Jusante





    Quando eu morrer vou fazer-me muita falta!

    Martin Guia


    23ª PONTE – EM CHAVES – PODRAS

    (30234) Piso

    (30233) Jusante para Montante

    (30235) Montante para Jusante





    Não sei se é magia, ou arte, mas quando ao abraçar-te me despedi,
    sentia já saudades de abraçar-te por não viver abraçado a ti!

    Martin Guia


    24ª AÇUDE – EM CHAVES – AÇUDE A MONTANTE DA N-103

    (30228) Açude

    (30229) Montante

    (30230) Montante

    (30226) Jusante

    (30227) Jusante





    Faço poesia quando me apetece, perdão, não sou eu que a faço, ela é que me aparece!

    Martin Guia


    25ª PONTE – EM CHAVES – PONTE DA AVENIDA D. AFONSO, N-103

    (30207) Tabuleiro

    (30199) Piso

    (30200) Piso

    (30201) Montante

    (30202) Montante

    (30204) Jusante

    (30205) Jusante





    Não me escondo, nem te minto, sempre que não estavas sentia que me faltavas,
    mas, vendo-te tão indiferente, é isso que agora sinto sempre que estás presente!

    Martin Guia


    26ª AÇUDE – EM CHAVES – AÇUDE A JUSANTE DA N-103

    (30212) Açude

    (30211) Montante para Jusante

    (30222) Jusante para Montante

    (30223) Jusante para Montante





    Fatalismo é o comodismo de se viver no prolongamento
    do que já foi para o que vai ser!

    Martin Guia


    27ª PONTE – EM CHAVES – PIETONAL – PONTE MAIS A JUSANTE

    (30214) Tabuleiro

    (30215) Piso

    (30216) Montante

    (30217) Montante

    (30219) Jusante

    (30220) Jusante





    Em síntese, são o cábula e a cábula que geram a síntese!

    Martin Guia


    28ª PONTE – ENTRE PEDRAS SALGADAS E CHAVES, A-24

    (30692) Piso

    (30693) Piso

    (30707) Piso

    (30701) Montante

    (30702) Montante

    (30712) Jusante

    (30713) Jusante





    Tenho que usar toda a minha força de vontade para abafar a saudade que já tenho de ti
    e, meu amor, ainda hoje te vi!

    Martin Guia


    29ª PONTE – ENTRE VIDAGO E BOTICAS, N-311

    (30655) Piso

    (30658) Piso

    (30678) Montante

    (30679) Montante

    (30681) Jusante

    (30682) Jusante

    (30683) Jusante





    A minha felicidade passa pela felicidade de fazer-te feliz!

    Martin Guia


    30ª PONTE – PONTE DE ARAME – PIETONAL – EM BRAGADO, MONTEIROS, N-529-1

    (30771) Piso

    (30772) Piso

    (30773) Piso

    (30776) Piso

    (30774) Montante

    (30775) Montante

    (30777) Jusante

    (30778) Jusante





    A maior felicidade é a de termos a capacidade de sermos felizes
    com a felicidade dos outros!

    Martin Guia


    31ª PONTE – ENTRE RIBEIRA DE PENA E BRAGADAS, M-312

    (30836) Tabuleiro

    (30820) Piso

    (30821) Piso

    (30822) Montante

    (30823) Montante

    (30825) Jusante

    (30826) Jusante

    (30827) Jusante





    Só quando te ausentes é que fico triste porque me apercebo que o tempo existe!

    Martin Guia


    32ª PONTE – PIETONAL – DE ARAME – ENTRE RIBEIRA DE PENA E BRAGADAS, M-312

    (30827) Tabuleiro

    (30832) Piso

    (30833) Piso

    (30834) Piso

    (30835) Montante

    (30836) Montante

    (30840) Jusante

    (30841) Jusante





    Finjam que eu já morri e digam que sou um bom poeta. Nem assim? Paciência!

    Martin Guia


    33ª PONTE – ENTRE CAVEZ E FORMOSELOS, N-206

    (30879) Piso

    (30880) Piso

    (30881) Montante

    (30882) Montante

    (30884) Jusante

    (30885) Jusante





    Na vida e na morte a primeira sensação é de frio
    mesmo se não nascermos no Inverno e formos parar ao Inferno!

    Martin Guia


    34ª PONTE – ENTRE ARCO DE BAÚLHE E ATEÍ, CM-1193, C-18

    (30950) Piso

    (30951) Piso

    (30952) Montante

    (30953) Montante

    (30955) Jusante

    (30956) Jusante





    Foi na experiência do passado que construi o meu futuro,
    mas, no passado acabado, o futuro foi só passado do passado sem futuro!

    Martin Guia


    35ª PONTE – ENTRE RIBEIRA DE PENA E CABECEIRAS DE BASTO, A-7-IC5

    (30948) Tabuleiro

    (40003) Piso

    (40008) Piso

    (40005) Montante

    (40006) Montante

    (40015) Jusante

    (40016) Jusante





    Era tão nova que só ainda existia em futurologia!

    Martin Guia


    36ª PONTE – ENTRE MONDIM DE BASTO E VEADE, N-304

    (40024) Piso

    (40025) Piso

    (40026) Montante

    (40027) Montante

    (40029) Jusante

    (40030) Jusante





    Génio, bom génio, mau génio e, principalmente, vaidoso como sou, eu… génio!

    Martin Guia


    37ª PONTE – EM AMARANTE – PONTE NOVA – ENTRE LIXA E PADRONELO, N-15

    (40161) Tabuleiro

    (40122) Piso

    (40131) Piso

    (40123) Montante

    (40124) Montante

    (40126) Jusante

    (40127) Jusante

    (40130) Jusante





    Sou desastrado tanto quanto basta para ninguém me maçar com coisas para reparar!

    Martin Guia


    38ª PONTE – EM AMARANTE – PONTE VELHA

    (40128) Tabuleiro

    (40143) Piso

    (40163) Piso

    (40164) Piso

    (40165) Piso

    (40145) Montante

    (40146) Montante

    (40149) Jusante

    (40150) Jusante

    (40151) Jusante





    Quero ser a gota de água que, na minha terra, somada ao rio faz a enxurrada
    que afasta toda a merda já sedimentada!

    Martin Guia


    39ª PONTE – EM AMARANTE, A-4, IP4

    (40207) Tabuleiro

    (40199) Piso

    (40202) Piso

    (40200) Montante

    (40201) Montante

    (40204) Jusante

    (40205) Jusante





    Há mulheres que me fazem ver grego… as gregas!

    Martin Guia


    40ª PONTE – ENTRE MARCO DE CANAVEZES E VILA MEÃ (AMARANTE), BUSTELO, M-211, KM 7

    (40226) Piso

    (40227) Piso

    (40231) Montante

    (40232) Montante

    (40237) Jusante

    (40238) Jusante





    Hipocondríaco é um maníaco que quando alguém, ao pé dele, tem uma doença fica logo com ela!
    Isto seria ótimo se o outro não continuasse com a mazela!

    Martin Guia


    41ª PONTE – ENTRE ABRAGÃO E VILA BOA DO BISPO, N-320, KM 27

    (40298) Piso

    (40299) Piso

    (40300) Montante

    (40301) Montante

    (40304) Jusante

    (40305) Jusante





    Ao hipocondríaco nunca digas hoje está com bom aspeto sem meter de permeio um desculpe se o chateio!

    Martin Guia


    42ª BARRAGEM DO TORRÃO – ENTRE ALPENDURADA E RIO DE MOINHOS, AVENIDA DO TÂMEGA, N-312

    (40350) Piso

    (40351) Piso

    (40347) Montante

    (40352) Montante

    (40353) Montante

    (40367) Jusante

    (40355) Jusante

    (40356) Jusante





    O homem e a cultura estragaram o faro e o instinto!

    Martin Guia


    43ª PONTE – PONTE DE PEDRA – ENTRE TORRÃO (MARCO DE CANAVEZES) E ENTRE-OS-RIOS

    (40431) Tabuleiro

    (40368) Tabuleiro

    (40369) Piso

    (40370) Piso

    (40371) Montante

    (40372) Montante

    (40374) Jusante

    (40375) Jusante





    Agora que me proclamo de bons costumes e sem amo, tenho saudade
    da minha humildade quando ainda pensava que não prestava!

    Martin Guia


    44Aª FOZ DO RIO TÂMEGA NO RIO DOURO – MARGEM DIREITA – EM ENTRE-OS-RIOS, N-108

    (40420) Linha da Foz

    (40421) Linha da Foz

    (40423) O autor no enfiamento da Linha da Foz

    (40427) Vista da Linha da Foz para Montante

    (40424) Vista da Linha da Foz para Jusante (Rio Douro)





    Linda será a idade em que, discreto, viverei mais a sensação do que o concreto!

    Martin Guia


    44Bª FOZ DO RIO TÂMEGA NO RIO DOURO – MARGEM ESQUERDA – EM TORRÃO (MARCO DE CANAVEZES), N-1O8

    (40384) Linha da Foz

    (40399) Linha da Foz

    (40385) Linha da Foz

    (40405) O autor no enfiamento da Linha da Foz

    (40389) Vista da Linha da Foz para Montante

    (40411) Vista da Linha da Foz para Jusante





    Cheguei à idade em que não há trabalho que me dê prazer
    e em que ter prazer dá-me sempre muito trabalho!

    Martin Guia


    44Cª FOZ DO RIO TÂMEGA NO RIO DOURO – CONJUNTO – ENTRE ENTRE-OS-RIOS E TORRÃO (MARCO DE CANAVEZES)

    (40440) Rio Tâmega – Margens Esquerda e Direita

    (40441) Rio Tâmega – Margens Esquerda e Direita

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.